Segunda-feira, 19 de Março de 2012

As mães não adoecem

É uma falácia, obviamente. As mães adoecem (são mortais, embora muitas pareçam divindades que nunca quebram), mas não deviam. Quando uma mãe adoece há toda uma estrutura que abala. Por muito presentes e participativos que sejam os pais (estamos no universo das famílias biparentais), uma mãe doente é uma peça a menos na engrenagem.

 

Eu, bi-mãe, adoeci e estive uns tempos afastada... mas voltei. E voltei assim, mudando de casa, levando comigo as palavras que já tinha escrito. Continua tudo igual? Não. Quero escrever mais e mais. Partilhar cada vez mais este meu lado maternal que é, afinal, o meu lado que mais vive todos os dias.

 

E, para quem chegou aqui agora, bem-vindos!

tags:
publicado por Lénia Rufino às 15:55
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De Ombemua a 19 de Março de 2012 às 16:29
Bom dia!
Sem duvida que quando nos adoecemos a coisa muda logo de figura.
Baci*
De paranoias-de-mae a 20 de Março de 2012 às 13:02
Pois é mesmo assim que acontece. Quando a mãe fica doente parace que a dificuldade em casa aumenta e muito.
Este blog é muito emotivo, escreve de uma maneira que me toca no coração, e quase me faz chorar.
Felicidades
De Lénia Rufino a 20 de Março de 2012 às 14:50
Ai... a ideia não é fazer ninguém chorar! É só partilhar um bocadinho deste meu lado. É pôr a mãe que há em mim ao serviço da maternidade. É registar as nossas coisas, os nossos momentos. Não em jeito de babyblog (coisa para a qual não tenho pachorra nenhuma), mas em jeito de crónicas-e-tal.
De paranoias-de-mae a 20 de Março de 2012 às 23:09
É uma escrita doce que acalma quem a lê! Eu sou uma mãe muito stressada (infelizmente, eu sei), mas aqui é tudo mais ameno e suave.
Obrigada pela partilha e pelo ensinamento :)
De susana a 22 de Março de 2012 às 13:24
Olá, costumo utilizar esta expressão e concordo contigo.
Digo que nunca adoeço e que nem me posso dar a esse luxo, mas tenho consciência do pilar que representamos no seio familiar e de como a estrutura da casa abanaria.
Beijinho.

Comentar post

a mãe

De saltos altos, de sabrinas, de ténis, de havaianas, de pantufas ou descalça. Uma mãe com dois filhos pequenos, que trabalha, que põe uma casa a mexer, que tem um marido (logo, também é esposa), que escreve umas coisas e que tenta chegar a todo o lado e mais algum. Uma mãe igual a tantas outras.

escrever à mãe

Marianne

também aqui

not so fast
not so fast *handmade*
not so fast cooking

posts recentes

Update

10 semanas

Cinco anos

Evoluções

As mães não adoecem

Um

4 anos

4 anos (1)

Inspiração

Do sono

antes

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

pesquisar

favoritos

6 truques para exterminar...

Sobrefelicidade

subscrever feeds