Terça-feira, 18 de Outubro de 2011

Do sono

Perguntou-me a Triss como é que eu deitava o meu filho: acordado ou depois de o embalar.

Confesso que estranhei a pergunta. Na minha cabeça surgiu um "então mas... embalado??".

Eu tive a sorte de ter uns pediatras pouco complicados e a favor do "simplex". Mesmo que eles fossem complicadinhos, o meu feitio não se coaduna com isso. Eu não sou a mãe que impede os filhos de treparem às árvores com medo que eles caiam. Sou a mãe que lhes põe Betadine nas feridas, se eles caírem.

Quando a minha filha era pequenina, queixei-me à médica do tempo que ela levava a adormecer. Mamava em cima das 20h, eu deitava-a no ovo e punha-a ao pé de nós enquanto jantávamos. Ela berrava o tempo todo. Em cima das 23h dava-lhe de mamar, ela adormecia na mama e eu punha-a na cama. Se ela calhava a acordar no processo, tinha que a pôr na mama novamente, senão ela não se calava.

Quando contei isto à médica a reacção foi: acha que 23h é uma boa hora para um bebé de 4 meses se deitar??

E explicou: devia dar-lhe de mamar às 20h/21h e pô-la na cama, de preferência acordada. E deixá-la adormecer sozinha, por muito que ela chorasse. O pior que podia acontecer era ela chorar um bocado na primeira noite, mais um bocado na segunda e na terceira já teria percebido a mecânica da coisa e havia de adormecer tranquilamente e em pouco tempo.

Pois digo-vos, minhas queridas, ela nem na primeira noite chorou. Soltou um suspiro como quem diz "finalmente percebeste o que eu queria!", ajeitou-se e adormeceu. Assim, sem mais.

Eu aprendi a lição. E a partir daí deixei-me de invenções. Nada de "embalamentos" nem de canções nem de mãos dadas até dormir. Há história, beijinho e pronto. Adormecem tranquilos, serenos e sossegados.

[A mais velha começa agora a complicar, a pedir para ficar mais um pouco acordada, a pedir que fique lá com ela um bocadinho. Umas vezes cedo, outras não. Ainda assim, faço questão que seja ela a gerir o seu sono e não nos temos dado mal com isso.]



tags:
publicado por Lénia Rufino às 16:07
link do post | comentar | favorito
7 comentários:
De triss a 18 de Outubro de 2011 às 16:44
Com o segundo filho deve ser tudo bem mais fácil, porque há menos ansiedade. Já se sabe como é, e toca a andar.

Ando a tentar instituir a hora da historinha, mas a miúda quer comer o livro ou então trepa por mim a cima. Suponho que deve ser uma questão de hábito, como tudo.

Também espero ser uma mãe betadine:-)
De inesn a 18 de Outubro de 2011 às 21:31
Infelizmente nem sempre é assim tão simples...

(eu também sou uma mãe do mais prático que há, como sabes, mas não foi por isso que não passei as passinhas do algarve para "ensinar" os meus miúdos a adormecerem sozinhos)

(as aspas ali em cima nem eram necessárias...há miúdos que necessitam literalmente de aprender a adormecerem sozinhos)
De Amor e Amamentação a 21 de Outubro de 2011 às 12:07
Concordo: as crianças precisam de saber adormecer sozinhas! Claro que há noites que requerem um pouco mais de mimo, mas essa deve ser a excepção!
De sm a 24 de Outubro de 2011 às 13:37
Segundo o bom do Dr. Mário Cordeiro, deixá-los adormecer sozinhos ajuda-os a ganhar confiança e auto-estima ...

Bem sei que cada um é como é ... lá em casa os horários sempre foram : "às nove é hora de dormir" ... hoje, aos 17 meses, a rotina é : lavar os dentes, ler uma história - escolhida pelo artista que já tem muitas vontades ;-) - deitar apanhar a luz e encostar a porta do quarto ... há dias em que passada uma hora ainda o oiço conversar ... está na dele ... dorme quando quiser ... mas organiza as ideias na caminha dele que é lá que deve estar ... sem stress e sem choro ...

Apesar de ter consciência que tive muita sorte e o rapaz é pacifico, acho mesmo que o essencial é descomplicar ... é não fazer dramas ... e estabelecer regras ... poucas mas básicas e de aço ... para "dobrar" de vez enquando ... ;-)
De Mum's the boss a 13 de Novembro de 2011 às 16:54
Nem mais, nem menos! É o que fazemos desde o dia 1. E dormiu logo no seu quarto, sem luzinha presença, que tb n havia luz no barriga da mãe. Claro que agora quer mais uma história ou quer mais um bocadinho de mãe e, tal como tu, uns dias cedo outros dias não.
Saberem adormecer por si é bom para a saúde (deles e a dos pais!).
Muito bom, este post!
De vidasdanossavida a 22 de Novembro de 2011 às 15:10
Lá por casa foi exactamente igual e tem sido um descanso. Sempre se habituou a adormecer sozinho, fica acordado ou de olhos fechados, conforme quer, adormece logo ou fica na conversa com os bonecos,nunca teve medo do escuro nem de ir para a cama e aquele é um momento bom para ele e bom para nós... Li que eles devem aprender a dormir sozinhos para esse ser o padrão de sono deles e não precisarem de um embalo, de colo ou de uma canção para se acordarem a meio da noite voltarem a adormecer.
De Full-time Mom a 20 de Dezembro de 2011 às 10:29
Eu também sou daquelas que acha um grande disparate deitar os bebés/crianças tarde. Cá por casa é às 20:30, 21h no máximo. Gostei do teu blog! :) Vou dar uma espreitadela nos outros... Beijinhos

Comentar post

a mãe

De saltos altos, de sabrinas, de ténis, de havaianas, de pantufas ou descalça. Uma mãe com dois filhos pequenos, que trabalha, que põe uma casa a mexer, que tem um marido (logo, também é esposa), que escreve umas coisas e que tenta chegar a todo o lado e mais algum. Uma mãe igual a tantas outras.

escrever à mãe

Marianne

também aqui

not so fast
not so fast *handmade*
not so fast cooking

antes

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

pesquisar

subscrever feeds